Olhar fotográfico:

aprimorando sua percepção da imagem

Gal Oppido, Fotógrafo



VANESSA SEGUIR
OUTROS PROJETOS DE VANESSA Um copo até aqui de histórias...
OUTROS PROJETOS DESTE CURSO Cerveja de trigo

O PROJETO

Um copo até aqui de histórias...

27 de Janeiro de 2015 11 3
Gal Oppido faz uma proposta incrível: olhar com olhos novos o que nos cerca. Mais do que isso, fotografar com olhos novos. Re-conhecer o que nos marca e nos nos molda materialmente inconscientemente, a ponto de se tornarem quase invisíveis.

Materializar a revisita à memoria, apropriando o desafio aos temas de minha trajetória artística, explora uma história de família que se mantem viva em louças, móveis, livros, plantas, tradições...

Equipamento: câmera nativa do celular. ISO 100-800. Em geral, sem pós-edições.



O personagem central do desafio: o copo de D. Aninhas, madrinha de minha avó

 

Aqui com taça de mesmo conjunto, bolas de gude do genro da afilhada. foto tirada na cristaleira, que também passou dos 50 anos. Desafiando o olhar com reflexos e transparências.

 única pós-edição do projeto:dessaturação com ajuste e drama. Realçando as linhas delicadas que me fascinam.

 na cozinha, com amor e fé, tudo se vê, tudo acontece

 reunião de antigas memórias que vieram de lugares distantes tem seus contornos realçados, contidos, assemelhados... em alguns dias...

 ... ou distorcidos pela vida, brincadeiras e ideias. Água e uma resistente espada-de-são-jorge.

 Projetações e um copo.



Espero que tenham gostado deste pequeno projeto-viagem por estas construções de imagens e histórias. Sintam-se à vontade para comentar e compartilhar suas opniões e histórias!!!



De minha parte, GRATIDÃO!



 


O que você achou deste projeto?

Deixe aqui a sua mensagem



Paulo Otto Kampf

Criativo! muito bom !

26 de Agosto de 2015
Marcos Silva

Lindo!

03 de Abril de 2015
Rodrigo Klepacz

Vanessa, gostei muito da última foto: projetações e um copo. Gosto dos tons pastéis. Uma abordagem bem diferente da do Gal, que usa cores psicodélicas e um tratamento agressivo, mas que no meu ver transparece um sutil desespero. Um corpo fragmentado e afogado dentro do copo. Muito legal!

29 de Janeiro de 2015